telefone-clinica-imagemcor
Evitar / Diminuir
  • Costelas de porco, vitela, cordeiro, fígado, peixe, galinha, mariscos,
  • Rim, coração, carne magra, feijão seco, frutas secas, melaço,
  • Pão de trigo, pães integral e enriquecidos, cereais, agrião, couve
  • Cheiro-verde, taioba, favas, grão-de-bico, ervilha, lentilha,
  • Grãos integrais ou enriquecidos, nozes, castanhas,
  • Melado de cana-de-açúcar, rapadura, açúcar mascavo.
  • Não fazer refeições em panela de ferro;
Desinformação a respeito da ferritina

ALTOS NÍVEIS DE FERRITINA NA AUSÊNCIA DE SOBRECARGA DE FERRO:

A produção e as concentrações plasmáticas de ferritina são aumentadas na ausência de sobrecarga férrica em certas doenças hepáticas (incluindo hepatite crônica viral, doença hepática alcoólica e esteatohepatite não-alcoólica) e por doenças inflamatórias que elevam certas citocinas (como a IL1 E TNF), atuando como reagente de fase aguda, então, doenças inflamatórias, obesidade e a malignidades podem aumentar a ferritina plasmática. Como resultado, em um estudo o valor preditivo positivo (VPP) da elevação da ferritina plasmática no screening de hemocromatose hereditária é muito baixo (20%) comparado com a elevação da saturação da transferrina onde o VPP é alto (80%).

Atenção

Orientações dietéticas básicas, para orientações mais avançadas procure uma Nutricionista.